Villa Batalha

Estávamos mesmo a precisar de um fim-de-semana de descanso e pedi ajuda aos meus amigos...

Algo que cumprisse os seguintes requisitos:
- máximo de 150kms de Lisboa;
- spa, piscina interior;
- preço máximo de 100€/noite;

E eis que um colega de trabalho me indica uma pérola, que se não fosse pela dica dele não creio que descobrisse.
Fizémos a reserva de um quarto mas deram-nos um upgrade para uma junior suite. Nice!

O quarto era muito bom e espaçoso. o WC era maior que alguns quartos onde já estive, e ainda tinha uma sala espaçosa...

Desde que comprei cama e colchão novo que dormir fora de casa é uma desilusão, mas a cama e almofadas tem um padrão acima da média, ao nível de um hotel 5*.

Os empregados foram todos muito simpáticos e prestáveis. O atendimento foi como deve ser, profissional, atencioso mas discreto.


O hotel é recente e está muito bem decorado. A envolvente não é esplendorosa, mas não é nada que incomode, pois a frente do hotel dá para um hipermercado e para uns complexos desportivos. A parte de trás dá para uma zona verde e para o campo de 6 buracos Pitch and Putt.


A curta distância está o Mosteiro da Batalha, sendo que dá perfeitamente para ir a pé para o centro da localidade em cerca de 3 minutos.


O Spa/Piscina são agradáveis, com jactos de água e jacuzzi  (que no sábado não funcionava mas no domingo por milagre funcionou...). A sauna depois de quente é excelente, sendo que o banho turco estava pouco húmido...

Dá para sair de roupão e chinelinho directamente para o elevador para aceder ao Spa... :)


Existe ainda um ginásio com algumas máquinas... mas que não deu para usufruir.

Havia um "congresso" de medicina no hotel e um punhado de hóspedes, pelo que estava-se muito bem sem nenhuma multidão.

O campo de Pitch&Putt é agradável, e é um banho de humildade para quem chega de peito feito... os greens são minúsculos e elevados, são 6 buracos com três tees de saídas em cada, pelo que dando 3 voltas se perfaz 18 buracos. Existe uma zona de treino de putt, e uma rede para treinar swing. Quem não tem material pode alugar.


Existe ainda à disposição um court de tenis...


O pequeno-almoço, não tendo nada de extraordinário no cardápio, foi muito acima da média. Os pães e bolos eram fresquíssimos (para um domingo não é normal), os sumos eram mesmo naturais e não de pacote, e, segundo a mais-que-tudo, o café era divinal...

http://www.hotelvillabatalha.com/

Recomendo mesmo!

Porque pediram, fica aqui também o registo de três sítios para comer a caminho ou na zona da Batalha:

1)
Restaurante "Cantinho da Serra", na zona de Rio Maior
http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/desenvRegArtigo.asp?reg=331441
Um prato dá para duas pessoas, e mais vale investir nas entradas e sobremesas :)



2)
Restaurante "O Mestre", na pousada/hotel mesmo em frente ao Mosteiro da Batalha
É mais caro que o habitual nesta zona do país, mas vale bem a pena... a sobremesa de Pudim da Batalha é qualquer coisa fora do normal...



3)
Restaurante "Pátio do Avô", já mais perto de Fátima.
http://www.patiodoavo.com/site/
O bacalhau é mesmo bom! E as migas...~


Para acabar é mesmo mesmo mesmo preciso dar um salto ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota. Não creio que hajam em Portugal muitos sítios assim, que mostrem de forma simples e interessante a nossa História.



1 comment:

Tânia said...

Uma excelente zona, e acreditem que ainda ficou muito por explorar! Sendo eu de Rio Maior, espero que tenham sido bem recebidos e que voltem mais vezes! :)